quarta-feira, 1 de abril de 2015

Preservação do Rio Descoberto "Vamos adotar essa idéia"

O Grupo de Teatro Lobo Guará participa da Audiência Pública: Preservação do Rio Descoberto, 
que fechou as comemorações do mês da água.

   O Grupo de Teatro Lobo Guará da Polícia Militar teve a honra de dar início a primeira atividade da Audiência Pública de Preservação do Rio Descoberto com a peça “Polícia em Ação” – a peça tem a temática de preservação do ambiente natural e urbano focando principalmente a fauna e flora. A peça tratou especificamente de tráfico e maus tratos de animais; incêndios no cerrado; posse ilegal de arma de fogo (além de acidente ocasionados por elas quando manuseadas por crianças que as encontram em suas casas); e também dos perigos causados pelo lixo jogado em qualquer lugar. Essa peça teatral é apresentada nas escolas do DF com o objetivo de conscientizar as crianças sobre as questões ambientais.
    

   
   O Rio Descoberto é o maior manancial de abastecimento do Distrito Federal (DF). A área da bacia abrange as regiões de Brazlândia, Ceilândia, Taguatinga e Águas Lindas (GO); sua preservação foi debatida no dia 31 de março de 2015, em Audiência Pública organizada pelo Deputado Distrital Juarezão (PRTB) no Núcleo Rural Alexandre Gusmão, INCRA 6, no Haras Vale Feliz, localizado na Região Administrativa de Brazlândia - Brasília, para debater a “Preservação do Rio Descoberto” com o slogan Vamos adotar essa idéia.

  Diversas autoridades compuseram a mesa da Audiência, entre elas, a vice-presidente da Câmara Legislativa do DF deputada Liliane Roriz (PRTB); a deputada distrital Luzia de Paula (PEN); o presidente da Caesb, Maurício Luduvice; o secretário de Meio Ambiente do DF, André Lima; o secretário de Agricultura do DF, José Guilherme Leal; o Tenente Coronel da Polícia Ambiental do DF, TC QOPM WILLIAM DELANO MARQUES DE ARAUJO; o secretário de Meio Ambiente da Prefeitura de Águas Lindas de Goiás, Lúcio Mauro Rodrigues; o gerente da Emater Brazlândia, Rodrigo Teixeira; o responsável pela APA do Descoberto do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, Robson Rodrigues da Silva; e a representante da Associação Pró-Descoberto, Rosany Cristina J.C. Carneiro. Também estava presente o Comandante do 16º BPM TC QOPM MARCUS ROGÉRIO DE CASTRO PEREIRA DA SILVA.

IMAGEM retirada do site http://www.sbcbrasil.com.br/politica/id-177602/deputada_ressalta_importancia_de_preservacao_da_bacia_do_descoberto.


   O Dep. Juarezão defende a importância da preservação da Área de Proteção Ambiental (APA) da Bacia do Rio Descoberto, maior manancial de abastecimento do Distrito Federal que vem sofrendo principalmente as pressões socioambientais, tais como especulação imobiliária, invasões de áreas públicas, descarte de lixo e entulho, erosões, desmatamentos e incendios descontrolados e criminosos, que geram pressão sobre o sistema integrado do Rio Descoberto.
   
   Nos últimos anos, o Projeto Descoberto Coberto que tem entre os parceiros: ADASA, CAESB, EMATER-DF, IBRAM, SEAPA, MMA, ICMBio, os habitantes e produtores rurais da orla do Lago do Descoberto e recentemente o PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL LOBO GUARÁ DA PMDF através do Teatro Lobo Guará. Projeto objetiva recuperar a APA do Descoberto e garantir a qualidade da água. E nos últimos anos ele registrou um aumento no grau de degradação da bacia. Mas vem, desde a criação, tentando combater essa degradação através de várias ações e de Grupos de Trabalhos (GTs).


   Esses GTs procurou, em primeiro lugar, proteger o manancial, a partir da recuperação de parte da vegetação nativa primária e da formação de uma vegetação de maior porte na orla do Lago Descoberto. E agora, depois da audiência pública o objetivo é transformar o “Projeto” em um “Programa” sistematizado de trabalho nas áreas de educação ambiental, reflorestamento, preservação das nascentes, conservação do solo, recuperação de APPs e reservas legais, segurança, fiscalização e monitoramento da bacia.

Nenhum comentário :

Postar um comentário