sábado, 29 de junho de 2013

Trailer do Filme do LOBO GUARÁ

Saiu o Trailer do FILME: LOBO GUARÁ O PROTETOR DO CERRADO
O Cerrado está em perigo, mas o Lobo Guará não ficará de braços cruzados!

video

Trailer: Lobo Guará - O Protetor do Cerrado _ Direção: Fáuston da Silva

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Formatura do Caic Santa Paulina

CAIC Ambiental


Dia 27 de junho às 14h foi realizada a FORMATURA DOS GUARDIÕES AMBIENTAIS do CAIC SANTA PAULINA. Localizado na QD 05 - AE 01 - S/n PARANOÁ. Telefone: (61) 3901-7568.

     



Durante três meses a policial militar SD KATILENE, representante do CENTRO DE POLÍCIA COMUNITÁRIA E DIREITOS HUMANOS, ministrou o CURSO GUARDIÕES para as crianças do Caic. O curso foi muito importante, pois dessa vez as crianças estavam aprendendo a preservar o meio ambiente através da Polícia Militar que dia-a-dia combate os crimes ambientais por meio do seu BATALHÃO AMBIENTAL. 

O Caic em seu currículo anual  pedagógico sempre trabalhou a educação ambiental com seus alunos, pois havia essa preocupação, mas dessa vez os alunos se surpreenderam pois havia algo diferente; uma policial militar estava na  escola exclusivamente para isso. A surpresa estava no fato de agora a policial entraria em todas as salas do 5º ano, pois o ano passado a escola já havia recebido o PREALG ( Programa de Educação Ambiental Lobo Guará) só que apenas uma turma (do professor Valdir um grande defensor do meio ambiente e motivador da escola).

Em fim, depois de fazerem o curso, chegou a hora das seis turmas de 5º anos participarem da formatura, que por sinal elaborada maravilhosamente pela escola. Alunos ansiosos e eufóricos; professores e pais orgulhosos. É bom frisar que a formatura foi em um dia da semana, mas mesmo assim a presença de adultos convidados pelas crianças era grande.
A esperança agora é que as crianças formadas façam intervenções na sociedade de maneira e educar para preservar.
video

Alunos fizeram uma homenagem:
"Policial Katilene estamos aqui para demonstrar o quanto gostamos de você. Você nos ensinou que o meio ambiente é a casa da gente e a natureza é nossa riqueza, dos animais devemos cuidar! E da água preservar, para o nosso futuro melhorar! Você nos ensinou os sete Rs. As tintas reutilizou, as garrafas pets reaproveitou e um belo canteiro se formou. Amor verdadeiro é aquele que não há raiva o tempo não apaga, vento não leva e a distância não destrói, assim é você e agente, guardiões do meio ambiente! Muito obrigado Soldado Katilene por fazer parte de PROGRAMA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL LOBO GUARÁ e com sua parceria podemos contar alunos do 5º ano F professora Imaculada.

O ponto alto da formatura é a formação dos guardiões, mas quando nosso herói o Lobo Guará entrou surpreendeu a todos. Enquanto todos olhavam para a entrada do Caic, o herói saltou uma cerca, sem que ninguém vesse, do outro lado e gritou: EI GUARDIÕES AMBIENTAIS! Então num só movimento todos olharam e viram o Guardião do Cerrado entrando ao som da abertura da Liga da Justiça (desenho animando)
"O PODER É DE VOCÊS" integrantes da LIGA DA JUSTIÇA AMBIENTAL. É isso ai, Polícia, Escola e Comunidade (representada pelos convidados dos alunos) juntos lutando por um futuro melhor.


POLICIA MILITAR DO DISTRITO FEDERAL Muito mais que segurança.

terça-feira, 25 de junho de 2013

Fotos da filmagem do "PROTETOR DO CERRADO"

"O Lobo Bom!"

Para todos aqueles que são fãs do Lobo Guará “O Guardião do Meio Ambiente e Protetor do Cerrado” do PREALG (Programa de Educação Ambiental Lobo Guará) criado em 30 de setembro de 2003. É um programa que tem por objetivos gerais promover a Educação Ambiental para a preservação da fauna, flora e dos ambientes natural e urbano. Trabalha nas escolas do DF com apresentações teatrais sobre tráfico de animais e com o Curso Guardiões que forma guardiões ambientais para proteger o Cerrado.  E agora, seu personagem principal vai ganhar as telas de cinema

 


Em março de 2013 iniciaram as gravações do curta-metragem “Lobo-Guará – Prólogo” e agora em 25 de junho todo o CPCDH, a SUPROC e a Cabe Social puderam contemplar o filme pronto que poderá participar do Festival de Brasília de Cinema. O curta é uma história que promete emocionar e conscientizar o espectador. Por isso fica nossa torcida para que tudo de certo para a participação no festival.




A estória trata de um herói Dudu (interpretado por Ian Teixera morador do Itapoã), uma criança que mora numa fazenda inserida no bioma Cerrado, lá ele vive uma aventura. Através de seu avô conhece a estória do lendário super herói Lobo Guará o Guardião do Cerrado(interpretado pelo policial militar SGT João Antonio) . Os dois têm um grande encontro e juntos vão lutar contra um perigoso vilão, um especulador imobiliário, o Senhor Ganância, que quer comprar grandes áreas do cerrado para a construção de prédios e condomínios.  Uma dessas áreas é a fazenda do avô do Dudú, o Vô Dú (interpretado por Andrade Júnior). Uma eletrizante aventura vai ser costurada pelos protagonista do filme. Mas antes eles enfrentaram uma dupla atrapalhada de caçadores Zé e Tião (vividos pelos policiais militares SGT Arão Antonio do Carmo e pelo SD Maendli Tennis da Hora Júnior).

A idéia surgiu a mais de dois anos na mente do diretor Fauston da Silva, mas ganhou forma a partir do entrosamento entre os programas Picasso Não Pichava e Cia de Teatro Pátria Amada, ambos, da Subsecretaria de Programas Comunitários e do Programa de Educação Ambiental Lobo Guará do Centro de Polícia Comunitária e Direitos Humanos – CPCDH, da PMDF. O curta contou também,com o patrocínio e apoio da Caixa Beneficente dos Policiais Militares – CABE.

Diretor Fauston Silva apresentando a equipe do filme

É isso ai, quando o cerrado e toda sua diversidade estão ameaçados, não só o pequeno “Dudu” mas todas as crianças podem contar com a perspicácia do “Lobo Guará” para afugentar os malfeitores que ameaçam o meio ambiente.


Aula de campo do CURSO GUARDIÕES

CHAPADA IMPERIAL

Nossas crianças do CURSO GUARDIÕES da Escola Classe Aspalha no Lago Norte foram ter uma aula prática na Chapada Imperial em Brazlândia. Mas antes a professora Adriana recolhe as autorizações dos pais dos alunos dela. Pois nenhuma criança queria ficar de fora da aventura.

Uma aula de amor a pátria
   

A Chapada Imperial é uma reserva ecológica particular, preservada desde 1986; tem localização privilegiada, pois encontra-se no ponto mais alto do Distrito Federal, 1342 metros de altura. Lá as crianças tiveram uma verdadeira aula sobre o cerrado e conheceram as diversas formas de cerrado propriamente dito: cerradão, matas de galeria, campo cerrado, campo de murundum, campo sujo, campo limpo  e veredas.


 

Tem uma área aproximada de 4800 ha e está localizada na APA de Cafuringa – Área de Proteção Ambiental. É, hoje, a maior área particular preservada dentro do DF. Ela protege inúmeros animais, pois é um habitat natural e, entre eles, muitos ameaçados de extinção, tais como onça, lobo-guará, tamanduá-bandeira, tatu-canastra. Por isso, a recepção não poderia ser melhor,  nossa crianças foram recepcionada a caráter por uma bela arara Canindé. Verdadeiramente é um santuário ecológico.



O terreno é bastante acidentado e rochoso os guardiões se depararam com cânions como esse. Que visão magnífica.










O cerrado destaca-se como o segundo bioma brasileiro em extensão territorial, e sua vegetação é bastante rica. E nessa aventura de estudo os guardiões conheceram várias plantas do cerrado.
Os guardiões ficaram assustados com a quantidade de gaiolas logo na entrada do parque, pois o local é utilizado pelo IBAMA para soltura de animais apreendidos em barreiras ambientais e nos comércios ilegais das feiras do DF.
 
As crianças logo se reuniram para receber as instruções para o passeio. O guia José Trindade foi o responsável e disse para as crianças sobre a importância do cerrado; a proibição de alimentar os animais; a determinação de não jogar lixo no chão e nem nas trilhas pelas quais elas passariam; o respeito pelas ordens do guia de trilha (nesse caso o guia Walison); disse ainda que a aventura seria muito divertida e instrutiva.

Nossos guardiões, então, se preparam devidamente: fizeram alongamento e uma fila indiana para assim começar a caminhar na trilha.
 

 







A primeira parada foi no poço paraíso onde conheceram o Buriti. Um dos meninos logo gritou “É com isso que nós fazemos pipas”. Logo o guia Walison disse: “sim, mas também serve para fazer doces e óleo dos frutos; as folhas serve para fazer cobertura de casas e diversa outras coisas é também chamada de árvore da vida.”
 

Viram a árvore chamada de pau santo

 

Conheceram a lixeirinha uma arvore parecida com o cajueiro que vem resistindo ao fogo, suas folhas duras e ásperas são usadas para arear panelas, lixar madeiras e, principalmente, para as mulher lixar as unhas.
Viram a Paineira uma árvore que fornece para os pássaros plumas que serve para o enchimento dos ninhos, deixando-os macios e quentinhos.

Também ficaram admiradas quando conheceram a Marcela, não é uma moça que trabalha no parque não, mas, sim, uma planta muito cheirosa. A professora Alice logo perguntou: “Quem conhece a Emília do sitio do picapau amarelo? Pois, bem aquela bonequinha tem como enchimento essa plantinha. E logo ao lado também viram o chuveirinho uma planta muito utilizada em artesanatos.
E no final do passeio... que tal se refrescar? Pois foi isso que nossos guardiões fizeram com muita alegria e diversão. Sob os olhos atentos de dez adultos (entre eles as professoras Adriana e Alice, os guias José Trindade, Walison e Cláudio e os policiais do PREALG SGT João, SGT Frazão, SGT Antonio do Carmo, SGT Marlos, SD Maendli e SD Katilene – a responsável pelo curso guardiões na E.C Aspalha). O guia Cláudio ficou dentro d’água para evitar qualquer problema.

video

 O Parque da Chapada Imperial é um excelente local para curtir a natureza! Procure conhecê-lo. Lá a diversão é garantida:

A Educação Ambiental está presente em todas as atividades desenvolvidas pela reserva ecológica da Chapada Imperial.

Nas trilhas ela é ministrada pelos guias durante o percurso, enfatizando o bioma Cerrado: suas águas, suas diversas fisionomias e habitantes, além de algumas curiosidades do lugar.

No projeto Bicho Livre, desenvolvido na Chapada Imperial por pesquisadores da área de meio ambiente em parceria com o IBAMA, o foco é a reintrodução de animais, apreendidos do tráfico, ao seu habitat natural.

No projeto Banheiro Verde a atenção é voltada para a reutilização e/ou reciclagem de material, na utilização de energia limpa e em infraestrutura de baixo impacto.

No projeto de Inclusão Social a atenção se volta para o respeito ao homem e sua cultura. Explica sua relação ideal com o meio.

No projeto do Museu Eco-histórico mostra-se como o conhecimento do meio tem relevância em nossas vidas e escolhas.


Maiores informações no site: http://chapadaimperial.com.br/contato/